Academia comemora 40 anos em Niterói

Wellington Serrano –

Niterói festejou, nesta quarta-feira (13), os 40 anos de fundação e atividades da Academia Aquafish. O acontecimento é bastante importante para o pilates, o jiu-jitsu, o kung fu, a capoeira, o MMA e principalmente para a natação infantil, para adultos e de bebês, que foi o carro chefe da empresa niteroiense. Por tantos serviços prestados no setor o local foi reconhecido pela Câmara dos Vereadores, que entregará no próximo dia 25, em plenário, uma Moção de Aplausos das mãos do presidente da Casa, vereador Paulo Bagueira (SD), que visitou a unidade de Icaraí.

O fundador Jorge Alberto Rodrigues, de 61 anos, mais conhecido como Beto, comemora o fato da academia ser a mais antiga em funcionamento na cidade. “Fui o primeiro professor de natação para bebês do Brasil. Dei muitos cursos pelo país afora falando do pioneirismo da academia na hidroginástica e fisioterapia. Nossa academia zela e preza por isso”, recordou.

Segundo Beto, a Aquafish chega aos 40 anos como referência para os idosos e muito bem estruturada. “De cada 100 empresas que abrem ao ano depois de dois anos ficam 10 e depois de 40 anos fica uma, então estou nesta estatística fazendo este brilhoso trabalho por esta academia que é a cara de Niterói”, ressaltou.

O vereador Paulo Bagueira justificaticou a homenagem e disse que a empresa deveria receber muito mais do que uma Moção de Aplausos pelos serviços prestados. “Desde quando se formou e implantou na cidade com a pioneira aula de natação para bebês, Beto ainda fez muito pela cidade como vereador e presidente da Neltur, em 1989. Ele sempre direcionou o seu trabalho para o esporte e o lazer sempre com qualidade, por isso está de parabéns pela data alcançada”, pontuou.

Uma das clientes antigas da academia dona Terezinha Saisse, de 83 anos, aposentada de Furnas, disse que após procurar pela cidade inteira por um tratamento para as suas dores só encontrou a solução na Aquafish. “Nada aliviava, mas quando cheguei à academia e vi a maneira de trabalhar dos profissionais pensei: é aqui que vou ficar para resolver meu problema e ainda trouxe outros pensionistas amigos meus”, afirmou.

Segundo o fisioterapeuta Leandro Simão, de 33 anos, que trabalha há um ano e quatro meses na academia, o trabalho de reabilitação da academia já salvou muitas vidas. “Temos um trabalho completo, desde a primeira instância até o último da reabilitação, conseguimos tratar e devolver o ser humano para a sociedade”, explicou. Na unidade de Icaraí, que conta com cerca de 250 funcionários, só nas primeiras três horas da manhã a academia atendeu cerca de 20 pessoas por hora.

Para Carolina Carret, de 33 anos, mãe do pequeno Arthur, de 3 anos, a academia é tudo de bom no bairro. “Meu filho veio pra cá muito novo com seis meses de idade e a natação despertou a independência dele através deste contato”, comemorou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 2 =