Abertas inscrições para cursos gratuitos na área de audiovisual em Maricá

Quem tem o sonho de ser cineasta, ou trabalhar em alguma área ligada ao audiovisual, e nunca tinha encontrado uma oportunidade de aprendizado nessa área, tem até a próxima quarta-feira (15) para realizar o cadastro de participação nos cursos gratuitos de capacitação e aperfeiçoamento na área audiovisual. Ao todo, são mais de 300 vagas distribuídas em 19 cursos oferecidos gratuitamente e de forma totalmente virtual, através da Tambellini Filmes. O início das aulas será em 18 de setembro. A iniciativa tem o apoio da prefeitura do município.

Os cursos, que têm carga horária variando entre 6 e 24 horas, são preferenciais para os moradores de Maricá, mas estão abertos a pessoas de outras localidades, uma vez que ocorrerá por meio de plataforma digital.

Os links para acesso às aulas serão disponibilizados aos alunos pelo e-mail cadastrado no ato da inscrição. Vale lembrar que somente aqueles que completarem 75% da carga horária poderão receber o certificado de participação. A iniciativa é realizada Secretaria de Cultura e pelo Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM).

Como se inscrever

Para participar, o candidato deve acessar o site www.tambellinifilmes.com.br/cursos , preencher os campos e clicar em “enviar”. Outra forma é fazer o download do formulário de inscrição e enviá-lo para o e-mail cursos@tambellinifilmes.com.br. É importante escrever “INSCRIÇÃO” no assunto do e-mail.

A seleção será feita por sorteio no dia 16 de setembro, em local a ser indicado, mediante inscrição online. Os sorteados serão informados via e-mail cadastrado no ato de inscrição. O aluno pode se inscrever em vários cursos, mas não será permitido cursá-los em horários conflitantes.

Os cursos terão 20 vagas cada. Caso haja mais interessados em determinado curso, uma análise do item “Experiência e Interesse no curso” será utilizada como critério de classificação para o preenchimento das vagas disponíveis.

Para o diretor-presidente do ICTIM, Celso Pansera, os cursos ampliam o acesso democrático ao conhecimento e potencializam o aperfeiçoamento dos profissionais já existentes no mercado.

“Maricá tem cada vez mais apostado na diversificação da economia local, incluindo o segmento audiovisual e, dentro desse cenário, a capacitação se torna parte do processo”, destacou. “Pensar numa bateria de oficinas de audiovisual é permitir a capacitação profissional e a inclusão da juventude, como um exercício diário de cidadania. Cinema é um instrumento de transformação social”, acrescentou o secretário de Cultura, Sady Bianchin.

Para ampliar o acesso, o calendário foi planejado para que todas as aulas ocorram à noite e em dias de semana e, em alguns módulos, também aos sábados. Vale ressaltar que os cursos têm horários de aula variados.

“Além de aperfeiçoar o pensamento crítico, as habilidades práticas e o conhecimento de linguagens e técnicas de comunicação, o participante também obterá uma compreensão de uma mídia moderna que o permitirá florescer em qualquer ambiente profissional”, ressalta o cineasta Flávio Tambellini.

Polo audiovisual

A capacitação faz parte de uma Encomenda Tecnológica do ICTIM. O projeto é um estímulo à produção cujos eixos principais são a instalação de polo audiovisual, para produzir conteúdo com criadores e trabalhadores locais, e a abertura de um canal de streaming, que irá compor o Portal Mumbuca, para dar visibilidade à produção e a todo o conteúdo produzido no governo.

No projeto está incluída ainda, a produção do filme “Malês”, uma obra que irá tratar de uma das maiores rebeliões de escravizados da história do Brasil.

A direção será de Antônio Pitanga e terá atores da cidade. A Aula Magna dos cursos, com o anúncio do filme e apresentação do sistema de streaming, terá a presença de Antônio Pitanga e Patrícia Pillar, em 23 de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 6 =