Abel ganha ação e doa valor às vítimas da tragédia do Ninho

O momento de Abel Braga no início de 2022 está iluminado. Responsável pela sequência de 12 jogos invictos na temporada do Fluminense, o treinador ganhou uma ação indenizatória na Justiça movida contra um dirigente do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, o Bap. O valor da condenação é de R$ 50 mil. E Abel disse que vai doar 100% do dinheiro às famílias vítimas da tragédia do Ninho do Urubu, ocorrida há 3 anos, que matou 10 jogadores das categorias de base do rubro-negro.

Em 2020, o técnico, foi chamado de “bebâdo” e “drogado” por Luiz Eduardo Baptista, o Bap, atualmente presidente do Conselho de Administração rubro-negro, em uma transmissão ao vivo na internet. Na época das ofensas, em junho de 2019, Abel era treinador do Fla. Porém, no início daquele mesmo ano, o técnico foi contratado com aval do dirigente, que faz parte até hoje do grupo conhecido no clube como “Conselhinho do Futebol”.

Neste sábado, o comandante do tricolor pode marcar mais uma vez o nome na história do time das Laranjeiras. Falta uma vitória para igualar a sequência histórica de 1919, de 13 vitórias seguidas. O Campeão da Taça Guanabara pode alcançar a marca contra o Boavista, às 16 horas, em Bacaxá, pela última rodada do Campeonato Estadual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.