Abandono afasta população da Praça do Rink

O lugar é histórico, foi inaugurado em 1913, tinha um chafariz, que hoje mais parece um canteiro, lançado pelo imperador Dom Pedro II em 1845, é sem dúvidas um dos principais pontos de encontro da cidade, rodeado de ruas importantes da área central, fica perto do maior e mais importante shopping de Niterói e mesmo assim vive uma realidade de total abandono e falsa sensação de manutenção.

A Praça General Gomes Carneiro, mais conhecida como Praça do Rink, não vive o melhor de seus dias, como acontecia antigamente, quando no local existia um rinque, uma pista de patinação e atraía gente dos quatro cantos de Niterói e era conhecida como um local de encontro de pessoas com boa situação financeira, artistas, intelectuais, muito diferente do que se observa atualmente. Apesar de ter nove lixeiras espalhadas pela praça, é comum ver lixo espalhado pelo local. As crianças, que tradicionalmente ocupam as praças com seus pais, têm que ficar atentas, já que os brinquedos estão quebrados e enferrujados, sem contar no perigo eminente às suas vidas, já que fios de alta tensão dos postes de iluminação estão expostos no chão da praça.

1 - DEYVISONJESUS (1)“Essa praça é um perigo, trago a minha filha aqui porque não tenho outro lugar para levar. Tudo podre, cachorros de rua que do nada atacam as pessoas, um perigo só, sem contar nos fios de energia elétrica, eu mesmo já tropecei neles”, comenta Deyvison Jesus, de 25 anos, pai da pequena Manuela, de apenas 3 anos.

Outro problema que incomoda quem passa pela Praça do Rink é a segurança. Mesmo tendo uma cabine da Polícia Militar há poucos metros do local, muita gente relata a sensação de perigo ao cruzar pela praça.

“Eu tenho muito medo de passar por aqui, passo pela necessidade de ir ao Centro. Eu mesmo já fui assaltado aqui uma vez, a polícia e os guardas municipais não andam aqui dentro, deixando as pessoas à mercê dos assaltantes”, comenta o estudante Afonso Raposo, de 20 anos.
A praça sofre com problemas estruturais e de manutenção dentro e também fora das grades que cercam o local. O chão de terra batida é irregular, levando idosos a redobrar a atenção. No lado de fora o problema maior é a desordem causada pelos guardadores de carro, filas duplas na Rua Quinze de Novembro assustam e tumultuam a vida de quem precisa passar pela região.

Jorge Zulu é o idealizador da feira afro Baobab, que acontece todas as sextas-feiras dentro da praça. Na feira, que em tem no seu significado palavras como força, vida e resistência, possui 20 expositores, são vendidos produtos referentes à cultura africana, como comidas, roupas e acessórios. Segundo Zulu, toda essa desordem que ocorre no local e aos redores, prejudicam os negócios. Ele conta também que moradores de rua e usuários de drogas que ocupam o espaço, afastam os clientes, já que o medo de assaltos e outras violências deixam as pessoas receosas de passar e parar na feira para admirar o trabalho dos expositores.

“Infelizmente a Praça do Rink, um lugar que historicamente teve muito glamour, hoje vive essa decadência e abandono. As pessoas estão apavoradas com a violência, os bancos e mesas de concreto são sujos, estão quebrados, ninguém que parar com a família, sobrevivemos graças à sorte e à nossa persistência e torcemos muito para que a praça volte a ter o tratamento que merece, um local de destaque no cenário cultural da cidade”, analisa Zulu.

Em nota, a prefeitura de Niterói informou que em relação aos moradores de rua e usuários de drogas a equipe de abordagem e acolhimento da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos realiza o trabalho no local diariamente. Já em relação à infraestrutura do local, a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos disse que realiza diariamente a varrição da Praça do Rink, além de trabalhar periodicamente na manutenção dos canteiros e jardins da praça, tendo sido a última vez no dia 17 de maio. No entanto, não informou se há projeto de revitalização do espaço verde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 10 =