A Guarda Municipal de São Gonçalo deve mais de um ano de aluguel

Anderson Carvalho

Cerca de 250 funcionários públicos municipais protestaram – nesta terça-feira (31) em frente à sede da prefeitura, no Centro. Eles estão em greve desde o 21 de dezembro e reivindicam a antecipação do pagamento das parcelas do salário de dezembro. A direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Gonçalo (Sindspef-SG) reuniu-se com o secretário de Administração, Guilherme Solé; e o procurador do Município, Carlos Roberto Andrade da Silva.

“Conseguimos o compromisso do não parcelamento do pagamento das férias de dezembro e o pagamento dos avos (quantidade de tempo na ativa) dos que foram aposentados em 2006. No dia 13 teremos nova reunião onde a prefeitura nos dará resposta sobre a nosso pedido de adiantamento do parcelamento”, contou a presidente do Sindspef-SG, Rosângela Coelho. Ela acrescentou que no dia 7 haverá novo protesto em frente à sede da administração municipal.

A prefeitura informou que estuda o pagamento das férias e avos dos aposentados.

Sede da Guarda Municipal

Risco de despejo – A Guarda Municipal de São Gonçalo, responsável pelo ordenamento do trânsito na cidade, proteger o patrimônio público e ajudar no policiamento ostensivo, deve mais de um ano de aluguel na sede, na Rua Salvatori, 1460, no bairro do Rocha. A informação é do próprio prefeito José Luiz Nanci. Corre o risco de ser despejada a qualquer momento. A categoria está em greve desde 21 de dezembro, pelo pagamento do salário de dezembro e melhores condições de trabalho.

A reivindicação é feita há dois anos. Os guardas cobram ainda obras de melhoria na sede, que está com o telhado em péssimo estado de conservação. O efetivo da GM é de 347 agentes. Em junho do ano passado, agentes denunciaram fardamento rasgado e viaturas com pneus carecas. A atual administração procura um local para abrigar a sede da GM da cidade. Existe a possibilidade de ser transferida para a Fazenda Colubandê.

A Secretaria de Segurança Pública informou que a dívida do aluguel está sendo negociada com o proprietário do espaço e o problema será solucionado no próximo mês. A secretaria está estudando o orçamento para investir em melhorias para o funcionário da Guarda Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + onze =