Em São Gonçalo, prefeitáveis revelam seus vices

O prazo para a escolha dos candidatos a prefeito pelos partidos terminou ontem e São Gonçalo teve a confirmação de chapas de três concorrentes de peso. O candidato do PSDB à prefeitura de São Gonçalo, Dilson Drumond, foi anunciado, à tarde, com o vice-prefeito Daniel da I9 na chapa majoritária da coligação. A apresentação foi feita para a imprensa no 20º andar do edifício Business Center, na Avenida Feliciano Sodré, 78, (prédio ao lado da prefeitura local).

Na ocasião, Dilson Drumond elogiou o seu novo vice e disse que o empresário vai ter um compromisso com a juventude, o emprego e o desenvolvimento de São Gonçalo. “O PSDB, PSC e PTC são pequenos, mas partidos dignos e honestos. Ao lado do meu vice vamos trabalhar e conseguir a vitória”, disse Drumond, que em seu discurso usou uma velha frase de campanha para falar das doações de outros candidatos. “Será a luta do tostão contra o milhão. Não temos uma estrutura para lutar de igual para igual, mas temos muita disposição”, disse.

Na tarde de ontem também foi confirmada a ex-deputada Graça Mattos (PMDB) como vice do prefeito Neilton Mulim, candidato à reeleição. O nome dela teria sido confirmado depois de uma tumultuada reunião da cúpula municipal do PR com os candidatos a vereador, na última sesta sexta-feira à noite.

O prefeito Neilton Mulim disse que está unido com Graça Mattos para vencer a eleição. “Nossa coligação está sendo feito por pessoas que amam, gostam, querem o melhor para esta cidade. Vamos caminhar para continuar os nossos projetos, programas e obras para continuar oferecendo à população uma melhor qualidade de vida. A Graça tem uma experiencia política e administrativa indiscutível e vem fortalecer o nosso governo, junto com todos os nossos candidatos a vereador”, disse Mulim.

Segundo informações, Graça Mattos só entrou na disputa porque a cantora e pastora gospel Flordelis, outra liderança do PMDB, havia anunciado que não aceitaria ser vice de Neilton, porque vai se dedicar à campanha do filho, que vai concorrer a uma vaga no legislativo gonçalense.

“Queria muito estar na chapa majoritária como vice, mas assim não poderia ajudar o meu filho. Nesse caso, o coração de mãe falou mais alto”, afirmou a pastora evangélica.

De acordo com o vereador Cici Maldonado (PR), com a aliança a direção do partido errou. “Sou totalmente contra a entrada do PMDB na nossa coligação e acho que Graça na vice é uma falta de respeito com o vereador Jorge Mariola (PHS), que foi anunciado em convenção como o vice do prefeito. Tudo realizado com registro de ata”, lamentou o parlamentar.

O partido Democratas (DEM), que havia anunciado Adolfo Konder como candidato a prefeito, voltou atrás e vai apoiar a reeleição de Neilton Mulim. Segundo o presidente municipal do partido, Claudio Márcio, foi uma decisão unânime da direção da sigla. “Nós conversamos muito e resolvemos caminhar junto com o prefeito. Agora vamos focar no início da campanha”, disse.

Já o nome definitivo escolhido para vice do pré-candidato a prefeito de São Gonçalo pelo PDT, Brizola Neto, é Marilene Panisset (PRP), irmã da ex-prefeita Aparecida Panisset. Segundo Brizola Neto, o nome dela foi indicado por ser uma pessoa que já trabalhou na administração da Prefeitura. “Aos 45 minutos finais do segundo tempo ampliamos nossa coligação com o PRP e o nome da minha vice veio de encontro com nosso consenso minha vice tem o perfil desejado e de acordo com as nossas alianças”, disse o pré-candidato a prefeito pedetista, que no ensejo confirmou que hoje Ciro Gomes estará em São Gonçalo para participar da primeira caminhada da campanha oficial, no bairro Gradim, a partir das 12 horas.

Texto: Wellington Serrano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *