40 tomografias são realizadas em inauguração do Centro de Diagnóstico

No dia da inauguração do novo Centro de Diagnóstico Integrado do Hospital Municipal Carlos Tortelly, já foram realizados 40 exames de tomografia computadorizada. A unidade foi aberta nesta quarta e vai atender pacientes de toda rede municipal de Saúde.

“A abertura deste Centro de Imagens público, que vai reforçar a retaguarda exames e o atendimento à população, é uma conquista de Niterói, do SUS e dos nossos profissionais de saúde da cidade. Quando nós assumimos a gestão, o Hospital Carlos Tortelly estava completamente sucateado, abandonado. Fizemos, passo a passo o processo de reconstrução desse hospital e de sua referência no atendimento à população de Niterói”, afirma o prefeito Rodrigo Neves.

O atual prefeito destacou a importância no atendimento à população, especialmente neste momento de pandemia de Covid-19.

“Nós reconstruímos o Getulinho, o Mário Monteiro e a policlínica do Largo da Batalha, onde as pessoas eram atendidas num contêiner quando assumimos. O Médico de Família atendia a 110 mil pessoas e agora, com a implantação de novos módulos, estamos chegando a 220 mil pessoas, quase 100% de cobertura na cidade. Esse Centro de Imagem vem coroar todo esse processo, esse esforço de reconstrução da referência do sistema único de saúde de Niterói. Nossa cidade tem tudo para ter a melhor atenção básica do Brasil. Só fazemos isso, na medida que tivermos uma retaguarda de exames que realmente permita a atenção básica dar uma porta de saída para esse paciente. A inauguração desse centro de imagem é muito importante porque dá robustez e consistência à retaguarda de exames. Temos desafios a superar, mas o importante é saber onde a gente quer chegar e, passo a passo, vencer os obstáculos”, destacou o prefeito.

Também esteve presente na inauguração, o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, explica que os pacientes que chegavam ao Hospital Municipal Carlos Tortelly precisando realizar o exame para diagnosticar AVC isquêmico ou hemorrágico, eram transferidos. Agora é possível agilizar o diagnóstico e antecipar o tratamento.

“Esse é um passo fundamental para gente organizar uma linha de cuidados dos pacientes. Além da tomografia, temos a ampliação de exames de colonoscopia, endoscopia, ultrassonografia, ecocardiograma, conjunto de outros exames que juntos vão contribuir para melhor diagnosticar e com isso melhor tratar e tratar da forma adequada”, conta o secretário.


A Prefeitura de Niterói investiu R$ 25 milhões em obras de infraestrutura e equipamentos para a implantação do centro, que vai atender pacientes de toda a rede municipal de Saúde.

A previsão é que o local realize, por mês, cerca de 1.200 tomografias, 3.300 raios X digitais, além de 640 ecocardiografias e 500 ultrassonografias. O espaço terá, ainda, mamografia, endoscopia e laboratório de análises clínicas, com exames de imunologia, bioquímica, hematologia e microscopia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − cinco =