30 anos da primeira ligação por um telefone celular no Rio de Janeiro

Na próxima quarta-feira (30) completa 30 anos da primeira chamada por um telefone celular no Rio de Janeiro. A ligação pioneira mudou a tecnologia e hoje o celular pode ser considerado uma revolução no ramo das telecomunicações.

Em 30 de dezembro de 1990 o Brasil tinha 700 equipamentos móveis e hoje estima-se que tenha mais aparelho celular do que gente em todo mundo. Mas com tanta tecnologia e conectividade é importante salientar os benefícios e os prejuízos dos celulares.

Enquanto objeto facilitador, já que é possível trabalhar, fazer pagamentos, aproximar a distância, se distrair e estudar; algumas pessoas esquecem que os telefones celulares ‘também fazem ligações’.

Para Debora Ghelman, advogada especializada em Direito Humanizado, neste período de isolamento social, muitas pessoas adotaram o trabalho remoto e, simultaneamente, também foram implementadas aulas online para as crianças. Desta forma, não só os adultos ficaram totalmente conectados dentro de casa através de smartphones, tablets e computadores, mas também as crianças, que, hoje em dia contam com ajuda da tecnologia para estudar. “Se antes da pandemia, a conectividade já estava presente no mundo dos pequenos, agora, o contato com os eletrônicos se expandiu para além dos momentos de diversão e está presente durante a maior parte do dia. Hoje, a presença da tecnologia na vida das crianças se tornou tão ampla, que arrisco chamá-la de ‘a nova chupeta’, pois possui o papel até mesmo de distrair e acalmar”, contou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − nove =