Terceirizados do Heal cruzam os braços nesta terça

Cerca de 20 funcionários terceirizados, que trabalham no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal) em Niterói, cruzaram os braços na manhã desta terça-feira (16). O grupo presta serviço na área de limpeza da unidade e alega que está sem receber o salário desde dezembro do ano passado, além do décimo terceiro.

De acordo com um funcionário, representantes do sindicado e dos trabalhadores estão reunidos nesta manhã com a direção do Heal para chegar a um acordo. Porém, caso não seja acordado nada, os terceirizados afirmam que irão continuar de greve. Apesar da paralisação, a unidade continua funcionando.

No dia 20 do mês passado, a emergência do hospital chegou a ser fechada por conta do atraso do pagamento. Na ocasião, apenas pacientes em estado grave eram atendidos na unidade médica. O atendimento foi normalizado após a visita de uma representante da Secretaria de Estado de Saúde, que informou que a seletividade na escolha dos pacientes era inconstitucional. Houve ainda uma reunião entre os funcionários para discutir a questão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − seis =