Talento cabista é revelação no Botafogo

João Gabriel Carvalho começou a praticar o futebol com apenas dois anos de idade, em Arraial do Cabo. Fez parte do Projeto Drible Legal, programa cabista que conta com o apoio da Prefeitura e tem o objetivo de ensinar as técnicas do futebol, além de afastar crianças e adolescentes da ociosidade, ocupando-os com ensinamentos de respeito, disciplina e muita dedicação.

Posteriormente, foi para o Costa Azul, atualmente conhecido como ISR, onde competiu em diversos lugares do Brasil. No ano de 2016, foi convidado pela Seleção Carioca para competir em um Torneio Mundial, na Disney, e agora está brilhando na divisão sub 11 do Botafogo.

O pequeno atleta passou por uma série de testes, que se iniciaram em março e duraram cerca de três meses, para que fizesse parte da equipe, e está se dedicando ao máximo para crescer e ser destaque no time. João, apesar da pouca idade, já tem uma vida agitada para estar presente em todos os treinos e jogos. Todo o investimento financeiro é feito pelo pai, Rafael Grego, que não mede esforços para contribuir com o sucesso profissional do filho.

Passando por treinamentos pesados, consultas com nutricionista e psicólogo, às segundas, terças e quintas-feiras, além dos jogos aos sábados, João precisa, ainda, ir bem nos estudos para garantir um futuro promissor.

“Muitas vezes, pego o João na escola, o Instituto Santa Rosa de Cabo Frio, e ele acaba tendo que almoçar no carro para chegar a tempo nos treinos e jogos, que são no Rio de Janeiro. É uma luta diária, mas temos ciência de que é só o começo e faremos de tudo para que o João tenha uma carreira brilhante e traga muito orgulho para Arraial do Cabo”, ressalta Rafael Grego, pai de João.

Vale ressaltar que o João Gabriel é mais uma revelação do Projeto Drible Legal, que por meio da Secretaria de Esportes, e contando com o apoio do Jogador Airton, também do Botafogo, tem levado aos alunos, além da técnica, ensinamentos sobre caráter e cidadania, que os tornarão cidadãos de bem, além de possíveis atletas, como o João e tantos outros que estão atuando no mercado de trabalho esportivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *