A Tribuna RJ

PM prende chefão do Estado e impede invasão no Palácio

PM prende chefão do Estado e impede invasão no Palácio Publicado em: 14/04/2012

Texto: Augusto Aguiar
Foto: Arquivo

Líder do tráfico no Estado preso em tentativa de assalto no Centro

O plano de roubar um carro na Região Oceânica, na Avenida Central (Itaipu), e seguir para o Centro, onde vários assaltos seriam efetuados, foi frustrado na noite da última quinta-feira pela polícia. Para surpresa geral, um dos acusados é Leonardo de Oliveira Mota, de 30 anos, o Ciclone, apontado como um dos líderes do tráfico no Morro do Estado. Procurado pela Justiça, responderia a inquérito sobre tráfico na área da 76ª DP (Centro).
Uma de suas comparsas (esta oriunda de São Gonçalo) também chamou atenção por ser muito bonita. Eles chegaram a roubar um carro em Itaipu, e um estacionamento próximo a um shopping, no Centro.
A ação resultou na prisão em flagrante dele e mais quatro comparsas, sendo uma mulher e dois menores, que se preparavam para atacar estabelecimentos comerciais no Centro. Além de Ciclone, foram presos Fernanda de Souza Simões, 19, e Leonardo Carregosa Pereira, 23 (que seria seu companheiro). Os dois menores tem 13 e 17 anos.
Com o bando foi recuperado, além do veículo (modelo Fox), dinheiro, cheques, e pertences pessoais. Uma pistola também foi apreendida. O bando foi conduzido para a central de flagrantes da Delegacia Legal de Icaraí (77ª DP).

Tráfico do Morro do Estado tem ligação com Matemático


A polícia confirmou que traficantes do Morro do Estado mantém ligação com o criminoso mais procurado do Rio, José Sabino Pereira, vulgo Matemático, apontado como extremamente perverso que comanda a venda de drogas do complexo de favelas na Zona Oeste. A comunidade do Estado será uma das duas beneficiadas com a criação de destacamentos do 12º Batalhão, segundo garantiu na quinta-feira o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, como forma de coibir a escalada da violência em Niterói.
O Ministério Público (MP) formalizou denúncia sobre o fato, ressaltando que Alex da Silva Júlio, o Lequinho Capeta, que recentemente se entregou à polícia e um dos líderes do tráfico no Morro do Estado, Douglas de Souza Morais, o Doquinha, Luiz Eduardo de Almeida Souza, além de Leonardo de Oliveira Mota, o Ciclone ou Lelei, tem envolvimento com Matemático. Ciclone foi preso na noite de quinta-feira com outros comparsas acusado de praticar assalto no Centros.Ele foi levado para 77ª DP.
O grupo do Morro do Estado é acusado de formação de quadrilha, sendo responsável por vários assaltos em Niterói, entre os quais um arrastão que ocorreu na véspera do reveillon, no Restaurante Jambeiro, no Ingá. Com a prisão Antônio Francisco Bonfim lopes, o Nem da Rocinha, a captura de Matemático passou a ser a prioridade número 1 das polícias Civil e Militar do Rio.
De acordo com um levantamento feito pelo Serviço de Inteligência da Polícia o criminoso teria oferecido uma espécie de recompensa de R$ 20 mil para aliados que matarem policiais durante incursões em seus redutos, ligados à facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP).



“Consórcio” de traficantes do Rio, SG e Niterói tenta invadir o Morro do Palácio


Uma espécie de “consórcio” de traficantes oriundos de várias comunidades do Rio, Niterói e do município vizinho de São Gonçalo tentaram, no fim da noite de quinta-feira, invadir e tomar os pontos de venda de drogas de rivais, situado no Morro do Palácio, no Ingá. Houve pânico e confronto na região, sobretudo nas proximidades da Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), situada na Rua Presidente Pedreira. As aulas chegaram a ser suspensas e os universitários em pânico foram dispensados às pressas. No fim do confronto, seis criminosos (sendo dois menores infratores) foram capturados, sendo um deles baleado na perna. Na ação a polícia apreendeu ainda seis pistolas, um rádio transmissor, e munição.
Dezenas de policiais militares do 12º BPM com apoio do Batalhão de Choque (BPChoque), que já haviam intensificado o patrulhamento no bairro para reprimir a onda de violência no município, foram informados por moradores da região que criminosos estariam tentando invadir a comunidade do Palácio para tomar os pontos de venda de drogas controlado por rivais. PMs agiram com rapidez e houve perseguição e troca de tiros. Dois carros, um Fiat Doblô e um Pólo, o primeiro roubado pelos traficantes para tentar fugir, foram interceptados pela polícia. Quatro criminosos – Cléber Souza Miguel, de 33 anos (baleado no pé por rivais), Jonatas Gomes, de 28, Anderson Lopes Pereira, 27, e Matheus Henrique da Costa, 21 – foram presos , e dois menores apreendidos na ação.
Segundo informações, o “consórcio” de traficantes que invadiria o Morro do Palácio estaria sob ordens de aliados da Favela Nelson Mandela, no bairro de Manguinhos, no Rio, que durante a semana foi alvo de uma operação desencadeada pela Polícia Civil e Ministério Público (Operação Conexão Mandela), onde ficou constatado que o tráfico na localidade servia como entreposto para distribuição de drogas para outras comunidades de Niterói e São Gonçalo. Um dos presos é oriundo de Manguinhos. As drogas chegavam ao Rio através de uma aliança entre facções Comando Vermelho (CV), do Rio, e Primeiro Comando da Capital (PCC), de São Paulo.



A Tribuna Copyright © 2008
Redação, Administração, Publicidade e Industrial: Rua Professor Heitor Carrilho, 350F - Centro - Niterói - RJ - Cep: 24.030-230 Telefones: (021) 2719-1886 / 2719-1497.
Criação e Desenvolvimento: Guttdesign Comunicação e Webdesign