A Tribuna RJ

FONSEQUISTÃO A FAIXA DE GAZA DE NITERÓI

FONSEQUISTÃO A FAIXA DE GAZA DE NITERÓI Publicado em: 02/04/2014

Texto: Augusto Aguiar e Ruy Machado
Foto: Ruy Machado

A comunidade da Vila Ipiranga, no Fonseca, foi ocupada pela Polícia Militar (PM) por tempo indeterminado. O anúncio foi feito pelo comandante do batalhão de Niterói, Gilson Chagas, após um intenso confronto entre traficantes do Santo Cristo, comandados pela facção Terceiro Comando Puro (TCP) e da Vila Ipiranga, pertencentes à facção Comando Vermelho (CV), na noite de segunda, que deixou moradores da zona norte em pânico. A intensidade dos tiros pode ser ouvida por moradores de outros bairros vizinhos ao Fonseca. Esse foi o segundo embate entre criminosos em menos de uma semana. Segundo moradores, a guerra teria começado com a chegada de parte dos criminosos oriundos do Complexo da Maré no Santo Cristo. Ontem, o blindado tático, conhecido como Caveirão, foi utilizado para incursionar nas duas comunidades e dar fim ao confronto.
De acordo com o comandante, a guerra teve início no fim da noite de segunda. A Polícia Militar foi acionada para intervir no confronto e incursionou nas comunidades durante a madrugada. Na manhã de ontem, a PM voltou à região do conflito, mas não houve registro de apreensão ou presos.
“Nós estamos atentos à movimentação destes criminosos no Fonseca. Diante das ocorrências entre estas facções rivais decidimos ocupar a Vila Ipiranga por tempo indeterminado”, disse Chagas.
Moradores relataram em redes sociais o confronto dos criminosos. Segundo eles, os tiros eram de armas de grosso calibre.
“A população é vítima e refém. Os inocentes pagam a conta. Ontem se ouviram as metralhadoras, os fuzis, entre outros. As ruas desertas, as pessoas entocadas. É o sinal do abandono e do caos urbano, numa cidade que mostra sua beleza e esconde sua pobreza”, desabafou o internauta em um trecho de seu relato.
O presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Leandro Santiago, na última reunião com os demais conselheiros, havia comentado a denúncia de moradores da zona norte sobre a chegada de criminosos.
“Os moradores me procuraram para denunciar a chegada destes criminosos. Segundo eles, os bandidos vieram de vans, em horários de rush, para despistar a polícia. No fim do ano passado nós recebemos também a denúncia da migração em caminhão de mudança”, falou.
Já o Disque-Denúncia informou que não pode repassar dados sobre migração a pedidos da Secretaria de Segurança do Estado, visto que o setor de inteligência do órgão está apurando os relatos.

UPP prevista para maio
pode ser na Vila Ipiranga
A UPP de Niterói, segundo o planejamento, será instalada em maio. O bairro escolhido foi o Fonseca e a comunidade ainda não foi definida, mas há previsão que o local escolhido seja a Vila Ipiranga. A unidade contaria com um efetivo de 150 policiais e poderá ser instalada em 15 de maio.

Migração pode explicar
a guerra do tráfico
Fontes das polícias Civil e Militar revelaram na manhã de ontem que o intenso confronto registrado no fim da noite de segunda-feira entre criminosos rivais das comunidades da Vila Ipiranga e do Santo Cristo, que assustou os moradores da região do Fonseca, pode ter sido um forte indício da chegada de bandidos em fuga da ocupação do Complexo da Maré, no Rio, por forças de segurança. O fato intensificaria ainda mais a vigilância em comunidades cujas facções criminosas seriam aliadas dos criminosos que “migraram” do conjunto de favelas que começaram a ser pacificadas no último fim de semana.
Ainda segundo informes, bandidos oriundos do Complexo do Maré, ligados à mesma facção que controla o tráfico na comunidade Santo Cristo teriam sido acolhidos pelos comparsas de Niterói, o que teria representado um aumento do “poder de fogo” dos criminosos da localidade. De acordo com moradores da região durante o confronto foram ouvidos muitos disparos de armas de grosso calibre, tais como fuzis. Na manhã de ontem policiais informaram que não houve registros de baleados, presos, ou apreensões, já que várias guarnições foram acionadas para região.



A Tribuna Copyright © 2008
Redação, Administração, Publicidade e Industrial: Rua Professor Heitor Carrilho, 350F - Centro - Niterói - RJ - Cep: 24.030-230 Telefones: (021) 2719-1886 / 2719-1497.
Criação e Desenvolvimento: Guttdesign Comunicação e Webdesign