Mulher morre atropelada no Fonseca

Raquel Morais –

Uma idosa morreu ontem (8) após ser atropelada por um ônibus na Alameda São Boaventura, no Fonseca, na Zona Norte de Niterói. O acidente aconteceu às 6h30min na altura do Horto do Fonseca, na pista sentido Centro, e deixou o trânsito congestionado no local. Duas semanas atrás uma mulher de 48 anos também foi vítima de atropelamento na mesma via. Dados da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans) mostram que esse tipo de acidente está em alta na cidade, já que o último relatório da autarquia apontou aumento de 44,44% os atropelamentos no município.

O atropelamento de ontem aconteceu exatamente na altura do sinal do Batalhão Especial Prisional (BEP) nas primeiras horas da manhã. Segundo informações policiais, o motorista do coletivo da Viação Nossa Senhora do Amparo explicou em depoimento que estava parado no sinal vermelho normalmente e, quando o semáforo abriu, seguiu com o coletivo e sentiu um desnível na roda. Ele ainda explicou que os passageiros também falaram que ele devia ter passado em cima de ‘alguma coisa’ e ele parou o ônibus, desceu e foi ver o que era, quando viu o corpo da senhora.

A documentação do coletivo e do motorista, que teve a identidade preservada, estão regulares e a polícia vai tentar elucidar o caso, registrado na 78ªDP (Fonseca). A vítima, de 82 anos, faleceu na hora e o corpo foi levado para perícia no Instituto Médico Legal. Segundo testemunhas, a mulher seria moradora de rua, trabalhava com reciclagem de latas de alumínio e junto ao corpo foi encontrada apenas uma bolsa com um documento pessoal.

Uma faixa de rolamento foi interditada para perícia, o que deixou o trânsito lento para quem seguia sentido Centro de Niterói. Na outra pista, o trânsito também ficou congestionado devido motoristas curiosos diminuírem a velocidade para ver e fotografar o corpo da idosa. De acordo com as estatísticas da NitTrans, em julho de 2017 foram registrados nove atropelamentos em Niterói contra 13 no mesmo mês de 2018.

No dia 5 de setembro uma criança também foi vítima de um atropelamento envolvendo coletivo em Niterói. Na ocasião a mãe do menino de cinco anos perdeu o equilíbrio da bicicleta e o filho caiu da cadeirinha, na Travessa Dom Bosco, em Icaraí, Zona Sul de Niterói. O motorista do coletivo não teve tempo de frear e impedir o acidente, e o caso foi registrado na 77ª DP (Icaraí).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *