Militares saem aos poucos das ruas para operações

Pedro Conforte –

Após uma escalada na criminalidade, a presença das forças armadas neste fim de semana trouxe uma sensação de tranquilidade à população. Porém, nos próximos dias pode haver a retirada total das tropas, caso tenha-se atingido o objetivo de reconhecimento da área, como informou porta-voz do Comando Militar do Leste, coronel Roberto Itamar.

Ontem o efetivo já estava reduzido, concentrando-se em pontos estratégicos. Pela manhã, uma equipe das forças armadas – com um blindado – fazia a segurança na Avenida do Contorno, próximo a entrada do Barreto. De acordo com o comando da operação, isso faz parte das ações. A previsão é que nos próximos dias ações de inteligência comecem a ser desencadeadas para combater o crime organizado.

No domingo, o presidente Michel Temer realizou uma visita de última hora para supervisionar as ações do Estado. Ele afirmou que houve queda no número de crimes, principalmente nos roubos de carga.

“Primeira conclusão que se teve é que já diminuiu nesses dois, três dias, enormemente o índice de criminalidade. Especialmente no tópico do roubo de cargas. Como já esteve dizendo o ministro Raul Jungmann, serão várias fases dessa operação. Uma segunda fase cuidará exatamente do combate mais direto, muito objetivo em relação às organizações criminosas, à questão das armas – porque é um tópico, muito preocupante aqui, no Rio de Janeiro, o número de armas que se alardeia aqui existentes -, de igual maneira ao tráfico de drogas, enfim, às organizações criminosas em geral”.

Em Niterói e São Gonçalo militares se revezam em pontos estratégicos e pela BR-101, via com alto índice de roubo de carga. Se comparado junho deste ano com o do ano passado, houve um aumento de mais de 40% no roubo de carga em todo o Estado. Temer lembrou ainda, que apesar de ter assinado o decreto até o final deste ano, nada impede que as forças armadas continuem em 2018.

“Eu vim do Rio, passei pela Via Dutra e por alto, passei por quatro comboios de militares, seja passando ou parado fazendo blitz. Em Niterói também passei por um grupo de militares, no Centro. Só de vê-los já dá uma sensação de segurança, mas temos que estar atento para futuras ações do Governo, porque caso nada seja feito, quando eles forem embora a situação voltará ao caos”, lembrou Pedro Vieira, de 43 anos.

De acordo com o Comando Militar do Leste, militares apreenderam no Arco Metropolitano, em Duque de Caxias, um veículo com três pessoas, que portavam pequena quantidade de maconha. O motorista, que não portava habilitação, e os acompanhantes foram apreendidos e encaminhados à delegacia. Até o fechamento desta edição fora a única prisão realizada pelos militares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *