Empate ruim para Flamengo e Botafogo

O duelo de ida pela semifinal da Copa do Brasil entre Botafogo e Flamengo ficou no 0 a 0, nesta quarta-feira (16), no estádio Nilton Santos. O clássico foi marcado por muita marcação e poucas chances de gol. Com isso, o confronto será decidido na próxima semana, no Maracanã.

Na estreia do técnico Reinaldo Rueda, o Flamengo teve as principais chances de gol, uma em cada tempo. O Botafogo teve um período de superioridade em campo, no primeiro tempo, mas pouco produziu no ataque. As duas equipes terminaram com um jogador a menos quando Alex Muralha e Joel Carli foram expulsos na etapa final.

O jogo
O clássico começou em ritmo acelerado, mas com pouca emoção. As duas equipes buscavam o ataque, sem qualquer sucesso. O Flamengo tinha mais posse de bola, enquanto que o Botafogo tentava emplacar nos contra-ataques. A primeira boa chance da partida veio somente aos 16 minutos. Após cobrança de falta na área, Réver cabeceou para boa defesa de Gatito Fernández.

O susto fez o Botafogo melhorar e passar a avançar com mais intensidade. Após algumas investidas, os alvinegros chegaram com perigo aos 26 minutos. Bruno Silva fez boa jogada pela direita e cruzou para Roger. No entanto, o atacante não conseguiu a finalização e a bola ficou com Alex Muralha. No minuto seguinte, após cobrança de escanteio, Bruno Silva acertou belo voleio, mas para fora.

Os donos da casa continuavam sendo mais perigosos e quase abriu o placar aos 32 minutos. Matheus Fernandes arriscou de fora da área e por pouco não acertou o ângulo. Alex Muralha acompanhou a bola ir pela linha de fundo.

Na parte final da etapa inicial, o Flamengo voltou a ter o controle da posse de bola. No entanto, os rubro-negros continuavam tendo problemas em criar boas situações no ataque. Só que aos 44 minutos, os visitantes tiveram a melhor chance da partida. Rodinei cruzou rasteiro pela direita, Gatito Fernández soltou a bola no pé de Berrío. O colombiano chutou, mas viu o goleiro se recuperar e salvar o Botafogo. Assim, o clássico foi para o intervalo com o placar inalterado no Nilton Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *