Diferença no preço dos combustíveis confunde motoristas

Raquel Morais –

Levantamento de preço divulgado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) apontou que o preço médio da gasolina em Maricá é o mais caro da Região Metropolitana 2: R$ 5,225 o litro. Niterói fica em segundo lugar no ranking, com o combustível sendo vendido em média por R$ 5,111, seguido por São Gonçalo (R$ 5,046) e de Itaboraí (R$ 4,932). Mas apesar das pesquisas, os preços nos estabelecimentos comerciais em Niterói ainda estão mais baratos. No Barreto, por exemplo, é possível encontrar o litro da gasolina por R$ 4,699, abaixo do mínimo divulgado pela ANP, de R$ 4,789, uma diferença de 21,26%.

A ANP divulga semanalmente os preços dos combustíveis nos municípios. Em Niterói, a gasolina mais cara custa R$ 5,399 em São Francisco e a mais barata, R$ 4,789 no Fonseca. Mas em vários postos da cidade esses valores variam. A reportagem de A TRIBUNA encontrou o litro da gasolina a R$ 4,999 no Fonseca, a R$ 5,098 no Centro e R$ 5,399 em Icaraí, diferença de 12,73% entre o valor mais caro e o mais barato.

O comerciante Rafael Silva, de 34 anos, explicou que uma boa tática para economizar na hora do abastecimento é procurar os lugares mais baratos. Ele também optou pelo GNV no lugar da gasolina, já que a economia é muito significativa. Segundo a ANP, o preço médio do metro cúbico do GNV é de R$ 2,699, sendo o mais barato R$ 2,599 no Fonseca e o mais caro R$ 2,899 em São Francisco. Por exemplo, um motorista que precisa se descolar por 160 quilômetros gastaria R$ 41,58 com GNV e R$ 75,18 com gasolina, economia de 80,80%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *