Dia de Santo Antônio movimenta a cidade

Raquel Morais –

Mais de dez mil fiéis passaram ao longo do dia na Paróquia Porciúncula de Sant’Ana, em Icaraí, para homenagear Santo Antônio. Ontem foi dia do santo casamenteiro e não faltaram devotos em busca de um par, além de pedidos de bençãos e agradecimentos. Ao todo foram confeitados 25 bolos grandes, nove pequenos, servidos 1.200 pratos de angu à baiana e doados 50 mil pães bentos.

E ao longo do dia os organizadores do evento tiveram muito trabalho para que tudo acontecesse como previsto. Doações de pães de última hora, preparação de mais comida e novos bolos não paravam de chegar. Um dos organizadores, Élio Ferreira, explicou que cada missa tinha em média mil fiéis e, ao longo do dia, na área externa milhares de pessoas circulavam provando os quitutes, recebendo os pães e fazendo orações. Foi o caso da fonoaudióloga Paola Amaral, de 34 anos, que enfrentou a longa fila para pegar o pão bento.

“Eu peguei quatro e ainda divido com minha mãe. Sou devota de Santo Antônio e, apesar de já ser casada, peço muita proteção para ele, minha família e meu filho que está a caminho”, comentou a gestante.

Já uma adolescente que não quis se identificar comprou três fatias do bolo, que era vendido por R$ 1 cada, em busca da famosa medalha de Santo Antônio. Foram escondidas mil medalhas com a imagem do santo e, diz a lenda, que a pessoa que acha a imagem casará em breve.

“Eu estou em busca de um namorado e queria casar com 20 anos. Vou comer meus bolos em casa e torcer para achar a medalha. Não quero falar meu nome para não acharem que eu estou encalhada”, brincou a jovem de 17 anos.

A fila para comprar o doce estava enorme durante a manhã de ontem e até uma grade de proteção foi instalada ao longo da Avenida Roberto Silveira para organização. À noite, a tradicional procissão luminosa percorreu várias ruas de Icaraí e arrebatou centenas de fiéis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *