Comperj contratou apenas 120 trabalhadores após retomada

Anderson Carvalho –

As contratações para a Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN), do Complexo Petroquímico do Estado do Rio (Comperj), em Itaboraí, já começaram. Ao todo, 120 profissionais de diversas áreas já estão trabalhando no canteiro de obras da refinaria. Segundo a empresa Método Potencial, que junto com a coreana Shandong Kerui formam o consórcio Kerui Método responsável pela obra, as contratações foram iniciadas no final do mês de abril e até o fim deste ano a previsão é de 600 novas vagas. A priorização é por trabalhadores da região do Conleste. A UPGN irá processar 21 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia.

O consórcio informou que a obra atingirá o seu pico de contratação em meados de junho de 2019, quando haverá demanda de aproximadamente 1.300 trabalhadores diretamente contratados pela empresa. Tais contratações tem como objetivo a preparação do canteiro de obras, avaliação dos equipamentos que já estão no local e primeiras etapas de construção.

A empresa tem priorizado a contratação de mão de obra local e, até a data de hoje, possui 92% de mão de obra direta da região do Conleste, sendo 79% do município de Itaboraí. A base salarial utilizada em todas as contratações estão de acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho (CTT) de cada categoria.

As contratações realizadas pela Kerui Método seguem o cronograma da obra, com demandas baseadas nas definições técnicas de cada etapa. Buscando divulgar as vagas aos interessados, a Kerui Método vem utilizando o canal Facebook/keruimetodo.
Os interessados em trabalhar no empreendimento devem encaminhar o currículo para: [email protected] O recrutamento será realizado de acordo com a necessidade do projeto. Após processo de seleção os candidatos serão chamados para entrevista na sede da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *