Comboio do Exército é atacado a tiros na Zona Sul de Niterói

Policiais militares intensificaram, na manhã desta terça-feira (09), o patrulhamento ao longo da Estrada da Garganta, na Zona Sul de Niterói, onde estão situadas comunidades que compõem o chamado Complexo de Santa Rosa. O motivo foi um ataque a tiros de traficantes contra um comboio de militares do Exército que passava pelo local.

Os militares foram surpreendidos pelos disparos que teriam partido sobretudo de traficantes posicionados na comunidade do Viradouro. Houve revide, mas não foram registrados feridos ou prisões. Transeuntes, passageiros de coletivos e motoristas que passavam pela região entraram em pânico com o barulho dos tiros. O medo de ser atingido por balas perdidas levou usuários a se abaixarem dentro de ônibus, que realizaram manobras para deixar o local na contramão, assim como carros de passeio.

Nas ruas, várias pessoas buscaram abrigo para não serem atingidas. Os militares do Exército chegaram revidar os disparos, mas não entraram na comunidade. O 12º BPM deslocou guarnições para a região, mas até o fim da manhã não houve registros de novos confrontos ou prisões efetuadas. A própria PM recomendou cautela para quem passasse pela Estrada da Garganta e Rua Mário Viana, vias que cortam várias comunidades do Complexo de Santa Rosa.

No início da tarde o Comando Militar do Leste (CML) emitiu a seguinte nota sobre o incidente na Zona Sul de Niterói: “Por volta de 6h10min, militares em patrulhamento no bairro do Fonseca, em direção ao bairro São Francisco, foram alvejados por grande quantidade de tiros, oriundos de criminosos em veículos. A tropa reagiu à injusta agressão. Não houve feridos ou danos materiais. Prossegue o patrulhamento regular”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *