Chacina deixa cinco mortos em São Gonçalo

São Gonçalo foi palco de mais uma chacina na madrugada desta sexta-feira. Cinco pessoas morreram e outras duas ficaram feridas na comunidade do Abacatão, no bairro Boa Vista. A Polícia investiga que o ataque tenha acontecido por conta da guerra pelo controle na localidade, entre milicianos e traficantes.

De acordo com informações da Polícia Civil, as vítimas – não identificadas até o fechamento desta edição – foram atacadas em uma casa da comunidade. Um grupo fortemente armado teria invadido a residência e atirado contra os homens que estavam no interior. Os feridos foram encaminhados para Pronto Socorro Central de São Gonçalo, no Zé Garoto, e o Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê.

Na manhã de ontem, policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DH) estiveram no local do crime para perícia, além de recolher imagens e escutar testemunhas. De acordo com o DH, a comunidade é conhecida pelos confrontos entre traficantes e milicianos e por isso, esta guerra é uma das linhas de investigação da especializada. Militares do 7º BPM (São Gonçalo) também estiveram na região.

Medo e cobranças
Moradores relataram que a situação na comunidade está bem complicada nos últimos dias. Além do medo de andar pela localidade, outros contaram que milicianos estão cobrando para que comerciantes trabalhem, o que tem feito estabelecimentos baixarem suas portas. A milícia estaria pedindo dos comerciantes locais R$ 5 mil.

Segundo relatos, as vendas só podem ser feitas em pontos fixos para não gerar a cobrança. Caso haja entregas de mercadorias a cobrança de R$ 5 mil será semanal. Em relação a esta denúncia a Polícia Civil informou que está investigando.

Casos frequentes
Esta é a segunda chacina em menos de uma semana que acontece na cidade. No último domingo, cinco pessoas foram mortas no bairro Lindo Parque, sendo um deles um policial militar lotado no batalhão de São Gonçalo.

Usando máscaras, bandidos fortemente armados passaram em pela Avenida Humberto Alencar Castelo Branco e atiraram contra o grupo. Tudo teria acontecido após um criminoso roubar a moto de um dos envolvidos. O PM e mais quatro homens seguiram o assaltante e acabaram sendo surpreendidos pelos demais criminosos que davam escolta para o comparça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *