Câmara de São Gonçalo analisa as contas de Mulim de 2016

Anderson Carvalho –

Esta semana a Câmara Municipal vai colocar em pauta o relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre a prestação de contas do ex-prefeito Neilton Mulim, referente ao ano de 2016. O parecer do órgão é pela rejeição, pois a gestão de Mulim acumulou rombo de R$ 31 milhões no período. Além disso, houve o descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e o cancelamento de R$ 12 milhões em restos a pagar.

Segundo o líder do governo na Casa, Lecinho (MDB), o prefeito José Luiz Nanci não deu nenhuma orientação sobre como os parlamentares deveriam votar. “O governo não interfere nesta questão. O voto do vereador é livre. Eu estou analisando o relatório ainda. Na legislatura passada presidi a Comissão de Saúde da Câmara e lembro que a gestão de Mulim foi a que mais fez pelo setor. A minha análise é por aí”, afirmou o emedebista.

O vereador Professor Paulo (PCdoB), que fez oposição a Mulim, também não se decidiu. “Não é uma questão meramente política, como também institucional. No ano passado votei pela rejeição das contas e essa é a tendência agora”, contou.

Sandro Almeida (PHS), que foi secretário de Governo, Comunicação e Posturas da gestão de Mulim, vai seguir o parecer do TCE. “Vou votar conforme relatório do órgão, que foi feito por técnicos capacitados e independentes. Se o parecer foi pela rejeição, assim votarei”, anunciou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *