Botafogo trabalha o psicológico para não ser rebaixado

Sem vencer há cinco jogos no Campeonato Brasileiro, desde os 4 a 3 aplicados no Vitória na Bahia, o Botafogo se aproximou perigosamente da zona de rebaixamento. A distância para a área da degola é de apenas um ponto, já que a Chapecoense, que tem 34 pontos, abre a pior parte da tabela de classificação. Com a diretoria tendo acertado o pagamento dos salários atrasados e também das premiações que estavam em aberto, o plantel tem mais tranquilidade para poder trabalhar. Porém, o técnico Zé Ricardo e a comissão técnica estão trabalhando no sentido de melhorarem o aspecto psicológico do grupo.

Zé Ricardo tem conversado com os jogadores e buscando pontuar alguns aspectos. O primeiro deles é o de não se fazer contas. Pelos matemáticos, o clube precisa de mais 11 pontos em sete partidas para não cair. O treinador, porém, tem insistido que esse número mágico pode até ser menor se as equipes de baixo na tabela de classificarem seguirem apresentando dificuldades para pontuar.

“Temos que pensar em um jogo de cada vez”, costuma dizer o treinador aos atletas.

O ataque é uma preocupação. Com apenas 30 gols anotados, o time tem o quinto pior desempenho entre os participantes no Brasileirão. O que se reflete em uma grande falta de poder de agressão nos jogos em casa. A ideia neste caso é não pressionar os atacantes e tentar responsabilizar todo o time pelo sucesso e pelo fracasso, seja na defesa, seja no ataque.
Por fim ele vem mostrando a todos que o elenco vai ficar mais forte na reta final do Brasileirão, com o retorno de jogadores importantes, como o goleiro paraguaio Gatito Fernández, que passou por uma cirurgia no punho direito, e do meia João Paulo, que teve a perna direita quebrada durante o Campeonato Carioca.

Disposto a colocar em prático tudo o que foi trabalhado, o Botafogo volta a campo no próximo domingo, às 17h (de Brasília) para medir forças com o Corinthians no Estádio Nilton Santos, no Rio, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para este duelo, Zé Ricardo não poderá contar com o zagueiro Marcelo Benevenuto e nem com o meia Luiz Fernando, suspensos por acúmulo de cartões amarelos. O zagueiro Yago, o lateral-esquerdo Moisés e o volante Jean, jogadores que foram emprestados pelo Timão também estão impedidos de irem a campo por conta de vínculos contratuais. A definição da equipe começa a acontecer no treino previsto para a tarde de hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *