PF investiga desvio de recursos no sistema prisional do Rio

Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (13) a Operação Pão Nosso com o objetivo de investigar o desvio de recursos públicos e pagamento de vantagens indevidas em razão de contratos firmados por empresas do ramo alimentício com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP/RJ). A operação é realizada em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF/RJ), Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e da Receita Federal do Brasil (RFB). Os agentes da PF estiveram em um condomínio na Região Oceânica de Niterói cumprindo mandados.

Cento e vinte policiais federais e servidores da Coordenadoria de Segurança e Inteligência do MPF/RJ, do MPRJ, e da RFB cumprem quatorze mandados de prisão preventiva, dez mandados de prisão temporária e vinte e oito mandados de busca e apreensão, expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal/RJ. A ação ocorre nos municípios do Rio de Janeiro, Mangaratiba, Niterói, Duque de Caxias e Araras.

As investigações, iniciadas há cerca de 6 meses, indicaram a possível participação no esquema de um ex-Secretário de Administração Penitenciária e de um Delegado de Polícia diretor do Departamento de Polícia Especializada.

Os presos serão indiciados por corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *